FATHER KNOWS BEST & GUESS WHO'S COMING TO DINNER


Muitas emoções nos dois últimos episódios de 
Beauty and the beast! Fiquei devendo a resenha do episódio da semana passada né... mas porque fiquei envolvida em acontecimentos pessoais e muito especiais para mim - niver de meus filhos em 03 e 11 de novembro - mas estou de volta com um resumão, incluindo o episódio da semana. Antes porém, gostaria de fazer algumas considerações.
Confesso que ainda estou digerindo todas essas mudanças. Ainda não me convenci e digamos, aceitei esse novo Vincent. Os atuais episódios estão mais para essas séries de espionagem... e séries desse gênero tem aos montes por aí. Embora curta bastante esses tipos de séries, acho que ao começar a acompanhar BATB, o que mais me atraiu foi o romance que pairava no ar. Um homem desfigurado que, se transforma em fera, que se apaixona por uma bela e inatingível mulher, para ele, mas que se sente atraída da mesma forma. Uma bela história de amor.

Vincent agora tem seu novo papel, matador de feras! E parece que fera é o que não anda faltando por lá.
No início da temporada cheguei a comentar que fiquei bastante decepcionada com esse torto retorno... Vincent desmemoriado, seguindo ordens como um soldado robotizado, Gabe ressuscitando e virando o bonzinho da hora, Tess nada a ver e Cat estranha, muito estranha. Sem falar que, aonde foi parar aquele humor maravilhoso do JT, tornando suas cenas engraçadíssimas, e que eu amava tanto?

No episódio passado, mais duas feras surgem... pai e filha. Ele, um importante empresário, cuja morte é designada pelo agente Reynolds e Vincent tendo que cumpri-la. Quando a investida dá errada, Vincent é obrigado a sequestrar a filha Tori, para salvá-la do próprio pai. Por fim quando tentam praticar em Windsor a fórmula mágica do ressuscitamento, ele transforma-se em fera, sendo morto por Vincent, que arrancá-lhe o coração, que ainda bate. Cena horripilante para meu gosto, simplesmente bestial. Ao final, a certeza de que Tori herdou os genes mutantes de seu pai .



Já no episódio desta semana, Cat parece que vive aqueles momentos de "não me toque" com Vincent, sempre fugindo de seus abraços e beijinhos. Tudo pelas lembranças do ocorrido... cenas sempre interrompidas de uma aproximação mais íntima???? Parece que Vincent de fato está na roleta russa do agente Reynolds, que o manda para uma missão... só que não! É uma emboscada. Mas nosso Vincent, consegue ver os explosivos e escapa dessa.
Nota: O agente que instalou os explosivos ou é inexperiente (impressão que não), burro ou a produção fez feio nessa. Qual matador profissional deixa tão à vista, próximo a uma janela de vidro um dispositivo daqueles, que pode ser visto ainda pelo lado de fora, mesmo antes de entrar? Como se isso não bastasse, as coisas parecem ser esclarecidas muito rápidas... a ligação com o FBI, agente Reynolds...  Mas o que mais me incomodou nesse episódio foi a ligação de Vincent e Tori, ambos sendo feras. Achei a cena em que Vincent se transforma e parte prá cima de Reynolds sensacional... na hora não sabia se era só imaginação do Vincent, tipo desejo que aquilo acontecesse ou se era de fato real. Sacanagem a chantagem que o pai de Cat faz com Vincent. Mas aquele beijo... entre Vincent e Tori não gostei... não gostei mesmo. Achei desnecessário, sério! Até agora tentando me convencer de que Vincent ouviu Cat se aproximando e se deixou beijar de propósito, para afastá-la, como era preciso.



Gente... eu tô pasma até agora com aquela cena entre Tess e JT... achei nada a ver. Tipo, resolveram juntar os personagens porque ambos estão sobrando na história? Minha paixão pela série está seriamente comprometida nesta fase... ando desanimada até para assistir os episódios, pois o rumo que a história tomou não tem me agradado, como gostaria. Na temporada anterior víamos uma série cheia de tensão entre Vincent e Cat... mantendo-nos conectadas através de cada olhar trocado, havia uma ligação. Parece que nesta temporada o botão foi desligado. Mas continuo na esperança de que as coisas irão mudar, voltar ao "normal".
Entendo que muita coisa aconteceu após a captura de Vincent pela Muirfield, e que ele está vivendo seu momento fera, sem lembranças do passado, e que a única conexão com Cat no momento é o desejo de estar junto, voltar a se sentir como antes, embora tenha acontecido alguns flashbacks na mente ele não está apaixonado por ela. Mas entende que ela foi e é muito especial para ele, a ponto de querer sempre protegê-la.
E não poderia deixar de mencionar o que foi para mim a melhor parte do episódio... a tentativa de combinarem um código e ao executá-lo em conversa com o pai da Cat, resultou numa confusa estratégia de se entenderem. Foi sensacional e divertida de assistir.

  Então... Vincent foi ao encontro de Tori com a missão de matá-la, mas o que encontra é outra armadilha de Reynolds. E isso vai fazer com que ele se aproxime mais de Tori, pois ao concluir que Reynolds é seu encarregado e quer matá-lo, irá se juntar a fera ruiva... quer dizer, eu acho. OMG, outro triângulo amoroso pela frente??? Reconheço que estou ansiosa para que esta fase passe logo, e curtir novamente momentos intensos e apaixonantes ente Vincent e Catherine. 

Bem, o jeito é esperar o novo episódio e ver o que será!
Enquanto isso, vamos rever algumas cenas da 1ª temporada!




Postagens mais visitadas deste blog

JAY RYAN EM FOCO

RESUMÃO da 2ª TEMPORADA

TOP 20 MOMENTOS INESQUECÍVEIS DA 1ª TEMPORADA